O que falta ao VITÓRIA é gestão

A nova diretoria e o técnico que conhece o nosso clube  


Mais uma eleição no Esporte Clube Vitória.

A democracia em todas as relações humanas é vital para o equilíbrio de ideias e posicionamentos, e muito mais ainda, para o crescimento de qualquer sociedade.
E para isso a eleição direta num país, na cidade ou até mesmo num clube é bastante salutar.

No final de 2016, portanto a exatamente há um ano o VITÓRIA estava realizando democraticamente, mais uma eleição de sua direção. Eleição essa que trazia a expectativa da renovação, da novidade, do crescer, do seguir em frente. Mas incrivelmente um ano depois, todas as expectativas caíram por terra e o nosso Vitória reviveu agora em 2017 o mesmíssimo sufoco do final do Brasileirão de 2016. E pior ainda, a mesma famigerada 16ª colocação.

É!!! Mas como diz o ditado: “gato escaldado tem medo de água fria”.

Após o pleito eleitoral do dia 13 e a assunção da nova diretoria olhamos desconfiados para cada passo dado, cada ato dessa nova direção. Não que não queremos acreditar ou confiar em Ricardo David, Erasmo Damiani, Chico Sales, Wagner Mancini e toda nova diretoria eleita, é que estamos escaldados mesmo. Depois de dois anos seguidos esquentarmos o assento da 16ª colocação da classificação do brasileirão não podemos reagir diferente.   

Esperamos que a nova Diretoria, que vem com uma postura bem diferente da antiga diretoria (àquela que abandonou o barco durante a tempestade), consiga colocar o nosso Esporte Clube VITÓRIA no lugar que é dele, entre os grandes clubes do Brasil. E que em 2018 deixemos a porta do rebaixamento, pois a grandeza de nossa história, o nosso Barradão e todas as instalações do centro de treinamento, os nossos atletas da base aos profissionais, e principalmente nós torcedores merecemos uma gestão que faça realmente o VITÓRIA acontecer. Pois temos tudo que um grande clube precisa: centro de treinamento de qualidade, um estádio próprio, uma base estruturada, um plantel dos melhores do país e uma torcida invejável.


O que falta ao nosso clube é gestão.

0 Comentários