A chapa "VITÓRIA DO TORCEDOR" foi eleita para o próximo triênio



Hoje, pouco depois da meia-noite foi divulgada o final da eleição no rubronegrobaiano tendo como vencedora a chapa "Vitória do Torcedor" que tem os senhores  Paulo Catharino Filho e Robinson Almeida como presidente e vice do Diretoria do Conselho Deliberativo, e ainda como Presidente do nosso VITÓRIA o sr. Ivã de Almeida.

Ótimo. Tudo bem democrático e tranquilo nas eleições de ontem, porém  precisamos de resultados positivos no sentido de colocar o VITÓRIA onde este deveria estar há muito tempo. 

Nos discursos ouvimos muito a palavra "profissionalização" do Departamento de Futebol e esperemos que esta não venha acompanhada por outra palavrinha a "intromissão" de leigos nas ações dos profissionais que virão atuar no clube. No desabafo de Anderson Barros , o nosso ex-Diretor de Futebol, vimos que Escudero e Rhayner, deveriam ter seus contratos renovados na sua opinião, porém com a tal intromissão da diretoria ficamos sem estes dois bons profissionais que tinham sido excelentes na temporada passada.

Nova diretoria, leve isto como exemplo a não ser seguido. Contrate excelentes profissionais para gerenciar e comandar o futebol do clube e confie neles. Sejam vigilantes, mas não se intrometam eles vão saber o que fazer. 

O Presidente eleito do Conselho Deliberativo, Paulo Catharino logo após a apuração dos votos disse: "Nossa chapa é formada por 91% de pessoas que nunca foram conselheiros, a gente tá dando oportunidade para que essas pessoas possam contribuir com o clube. Temos um projeto muito profissional para galgar títulos". 

Já Ivã de Almeida, o Presidente  eleito,  fala em democratização do clube: "Nós temos a plataforma realmente revolucionária pro clube, que é a plataforma de democratização, fortalecimento do futebol e da base. Não basta gastar R$ 7 milhões e não ter resultado no time de cima".

Esperemos que com a eleição dessa nova diretoria uma guinada com relação ao desempenho do VITÓRIA em suas competições, pois já somos um clube grande há muito tempo.

0 Comentários