Pouco se aprende com a vitória, mas muito com a derrota.


O vexame que o Vitória passou com a sua eliminação precoce na Copa do Nordeste, foi abrandada com os surpreendentes finalistas da competição em 2013: ASA-AL e Campinense-PB. Uma final onde nenhum dos prováveis candidatos protagonizou. Mas o mais importante nessa desclassificação indesejável foi a lição recebida antes mesmo de se criar uma expectativa ou uma empolgação de querer se dá um desfile e fácil conquistar as competições em 2013. O mês que o Vitória ficou parado sem
competições deixando de ganhar dinheiro serviu de lição e deu tempo para a reestruturação do time; repensando e valorizando a construção de uma equipe forte sem estrelismo, com o pé no chão focado nos objetivos traçados.

Não é querer encontrar desculpas para a derrota, mas só quando perdemos percebemos algumas coisas grandiosas que passariam invisíveis ou despercebidas. Só nas derrotas as falhas de um planejamento se mostram. Não tenha dúvida de que quando está por cima, tudo ou quase tudo, mostra-se perfeito. Mas ao fracassar nos mostramos verdadeiros com falhas e defeitos, o que na vitória seria mascarado pela empolgação da conquista.
No Baianão iniciamos regular, mas dentro da normalidade para um reinício de atividades oficiais na temporada de 2013. A confirmação de Marcelo Nicácio como artilheiro do time na temporada marcando os três gols na vitória contra o Botafogo por 3 X 1.
O que aconteceu nesse início de ano nos sirva de lição e que tenhamos uma excelente temporada.
Boa sorte pra nós!

0 Comentários