Comissão Técnica formada. Caio Junior o chefe 

Durante essas duas semanas que sucederam ao nosso acesso à Série “A” criou-se um ambiente angustiante e desgastante pelo simples motivo: conseguimos galgar a elite do futebol brasileiro, mas logo após as comemorações, nós os vitorianos, vimos que estamos na Série “A” mas precisamos de muito ainda para provar esta condição de sermos um grande
clube. Um clube de primeira divisão.
O que nos causou tanta ansiedade foi vermos que logo nas primeiras horas após o cumprimento do planejamento de 2012, a nossa Diretoria mostrou claras evidências de total despreparo e falta de organicidade ao iniciar escrever as primeiras linhas do planejamento para 2013. Os nossos diretores “bateram cabeça”  quando um contradizia o que o outro acabava de afirmar; prazos para contratações foram dados sem que fossem cumpridos e nem justificados; enfim muita falácia e nada de ação concreta por parte de nossa Diretoria nestes últimos quinze dias. E não foi apenas na contratação do Caio Júnior que é o nosso novo técnico. Por exemplo, do plantel deste ano de 2012 alguns atletas tinham contratos que acabam agora no final de dezembro e por isso, se há interesse nos passes dos atletas estes deveriam ser procurados por nossos diretores, responsabilidade esta de nosso Diretor de Futebol Raimundo Queiroz. Aí, nas negociações com os atletas Deola, Victor Ramos, William e Pedro Ken, se sucedeu um show de incompetência na condução desse processo, e até hoje (sexta-feira 07/12) nada.
Para deixar o ambiente um pouco melhor o nosso Presidente Alexi Portela, sai de férias antes mesmo do Vitória anunciar o técnico para 2013. Talvez tenha sido até melhor para o Vitória, pois ele chegou a dizer a sandice de que não havia necessidade de contratar logo o técnico, pois os jogadores estavam sendo negociado (o que ainda não aconteceu), e quando o técnico chegasse o plantel estava formado... Acreditamos que Caio Júnior encontrar na Toca do Leão o plantel que o Vitória disputou  a temporada de 2012 é uma coisa, mas dizer que o técnico não é importante no planejamento e contratação de uma temporada, é realmente uma sandice. Reforços não foram nem sequer cogitados e esperamos que com Caio Júnior tenhamos melhor coerência técnica nas escolhas das contratações para 2013.
Um ponto em que a atual Diretoria do Vitória acertou foi manter uma boa base de seu plantel de 2012 para 2013 com realização de contratos com final em 2013, 2014, 2015 e até 2016.   
SIM! Caio Júnior chega na próxima segunda, e há algo de interessante sobre a pedida do novo técnico do Vitória. Ele pediu um salário mais alto do que o salário  do Cuca técnico do Atlético-MG; do Celso Roth do  Cruzeiro; do Gilson Kleina do Palmeiras; e do Ney Franco do São Paulo.
É algo surreal para o Vitória, pois o Atlético-MG é o Vice-Campeão 2012, o São Paulo é o São Paulo que nunca esteve na segundona como também o Cruzeiro e o rebaixado Palmeiras é grande apesar de tudo. Esperamos que tenhamos negociado bem e equacionado o salário de nosso novo técnico para dentro de nossa realidade para que não rasguemos o nosso orçamento para 2013.
É como dizem os mais velhos: “só devemos colocar o chapéu até onde os nossos braços alcançam”.