Dai a Paulo César o que é de Paulo César


Sério e às vezes sisudo, Carpegianni mostra serviço no Vitória 
Depois de um Campeonato Baiano insosso e com um final melancólico, 2012 mostra-se promissor para o nosso rubro-negro. Nada ainda está definido, mas é que, com 12 rodadas o Vitória nunca havia tido tal desempenho até então.


ESTATÍSTICA

Diante do quadro do Baianão, o mais otimista dos rubro-
negros não chegou sequer a sonhar com essa performance do nosso Vitória. Com a sexta defesa menos vazada com 14 gols recebidos e o segundo melhor ataque com 25 gols marcados; com 9 vitórias, 1 empate e 2 derrotas em 12 jogos o Vitória está em segundo lugar com 5 pontos na frente do colocado, o América-RN, e 1 ponto atrás do colocado o Criciúma, com 28 pontos de 36 possíveis.
Brilhante desempenho.  

RETROSPECTIVA

Não que somos pessimistas, mas a nossa retrospectiva era obscura. Desanimadora. O técnico Toninho Cerezo não conseguiu durante o Baianão ter o plantel nas mãos. Prova disso foi a imediata mudança de comportamento do time com a assunção interina de Ricardo Silva no comando técnico do Vitória. A chegada do sério e competente Paulo César Carpegianni, que ao chegar na Toca do Leão manteve profissionais que ali estavam e trouxe outros, faz uma Comissão Técnica coesa  que vem refletindo seu trabalho dentro de campo. Ele, Carpegianni, chefia uma Equipe Técnica que têm auxiliares, treinador de goleiros, e preparadores físicos e todos são ouvidos antes da definição final do time para as partidas. Chegando até a ficar no camarote (onde certamente se vê melhor o jogo) confiando no seu Auxiliar Técnico Ricardo Silva o comando na beira do gramado. Tá dando certo.
Queremos ressaltar aqui que nós do BLOG rubronegrobaiano, não fomos favoráveis na época pela contratação deste profissional, mas o seu trabalho na Toca nos fez rever a nossa posição sobre sua qualidade como Técnico de Futebol. Seria injusto de nossa parte não creditar a ele a nossa atual colocação na “Série B”.

O JOGO    

Sem muita movimentação o primeiro tempo de Vitória e Atlético-PR foi um jogo amarrado pela falta de criação da duas equipes as quais só mostravam força na marcação. Já no segundo tempo o Atlético-PR realizou algumas substutições o que não melhorou a equipe. Aí então o Vitória, mesmo tomando alguns sustos, se impôs no jogo e aos 32 minutos o iluminado Leílson recebeu um lançamento invadiu pela esquerda e num chute cruzado deu números finais ao placar Atlético –PR 0 X 1 Vitória.
Temos o CRB no próximo sábado as 16:20 h no Barradão, por isso é treinarmos com o foco no próximo jogo para galgarmos mais essa etapa rumo à “Série A”.
Boa semana para nós! 

1 Comentários

  1. rapaz que negocio é esse de ricardo silva,carpegiane confia no seu filho que fica passando as orientações de carpegiane a ricardo entregador de coletes silva,olhe se ele passar diretamente pra o ricardo ele cai como caiu,todos os tecnicos que o colocaram como auxiliar imediato,vcs tem que parar com esse negocio de querer encher a bola de um cara que só lenha o vitoria,pois ele é o pai dos barqueiros e safados que tem no elenco.

    PAULO PIMENTA.

    ResponderExcluir