Apesar dos três pontos a desorganização do Vitória dentro de campo é latente. Falta coesão ao grupo


Vitória vem dependendo de jogadas individuais para vencer
Não fosse a fragilidade do Itabuna poderíamos estar amargando um resultado nem tão satisfatório nesta segunda-feira.
Foi um jogo muito ruim. Num campo muito ruim. Com arbitragem ruim. E entre dois times ruins. Este é o resumo de Itabuna 0 X 2 Vitória (Marquinhos e Neto
Baiano).
Em nossa opinião Cerezo não deve esperar Renan dar uma falha capital para sacá-lo do time, pois o rapaz é um bom jogador, mas demonstra-se intranquilo nos momentos de pressão o que deixa qualquer defesa vulnerável. Douglas taí e já provou ser melhor no gol do Vitória. Para o próximo jogo na quarta-feira no Barradão, contra o Vitória da Conquista agora o 4° colocado, o time de Cerezo, que andou falando em azar, começa bem a semana com os retornos de Vitor Ramos, Uelliton e Rildo. Só faltará Gabriel que faz falta tanto na arrumação da defesa como no seu excelente aproveitamento na hora de marcar gols. E por falar em gols nunca vimos tantos gols perdidos como ontem.
A CAUSA
O problema do rubro-negro está na leitura feita por Toninho Cerezo para a armação do melhor esquema de jogo para o time no qual encaixará melhor as peças possui no plantel. Além disso, devemos buscar urgente auxílio junto a profissionais da psicologia, pois o time joga como um bando sem coesão, sem formação de equipe o que fatalmente influencia no resultado final da performance.

0 Comentários