Flechada no próprio pé


Relação trabalhista abalada com ação judicial

Depois de amornar o clima dentro da Toca do Leão com a goleada sobre o Atlético de Alagoinhas tranquilizando as atividades no Departamento de Futebol, o Vitória iniciou a mesma semana com a expectativa da sua estréia na Copa do Brasil contra o São Domingos/Se amanhã na cidade de Itabaiana no interior de Sergipe
O Vitória inicia mais um torneio no ano que declaradamente (e não poderia ser diferente) a prioridade é outra. Iremos repetir sempre que
possível que não nos interessa nenhum torneio que não seja a Série “B” com o acesso no final do mesmo.
Com o ambiente ameno o clube definiu o nome de Raimundo Queiroz para chefiar o Departamento de Futebol que estava vago desde a saída de Newton Drummond. Queiroz, que é velho conhecido do Vitória, tem um bom currículo e o seu entrosamento com o rubro negro baiano e a cidade de Salvador desde a sua passagem no próprio Vitória em 2009, vai facilitar as suas atividades dentro do clube.      
Quebrando a tranquilidade da semana na Toca do Leão surge à notícia que soou pra nós como “fogo amigo”. Não é que Índio (foto) (aquele mesmo das flechadas e que voltou ao Vitória e que ninguém ainda viu sua cara nos gramados, mas deve estar recebendo seus proventos), entrou na Justiça Trabalhista contra o Esporte Clube Vitória?! Não nos interessa se é FGTS ou que qualquer outro direito do profissional Índio. Direito é direito e tem que ser pago. Mas porque o advogado do atleta não encontrou acordo com a direção do clube? Com essa ação judicial a relação empregado X empregador fica abalada, ou pelo não cumprimento das obrigações da empresa com o funcionário, ou este exige talvez direitos não cabíveis na legislação. O fato é que quebra aí a confiança dentro da relação. Se não foi possível chegar a um acordo, pedimos ao presidente Alexi Portela que reveja com cuidado a permanência deste atleta no plantel vitoriano, pelo qual não fez nada depois de sua tão badalada volta ao clube. Toda e qualquer empresa faz isso nessas situações, e com o Vitória não pode ser diferente. 

1 Comentários

  1. Boa,
    Acho que a vez de Nino/Uelliton/Coruja/Indio, já foi, chega de chupa sangue e ficar se machucando, será que não acha mercado? qualquer dinhairo servi. Precisamos de atletas como Felipe( O Vitória emprestou ele de graça)/ Rafael Granja,Junior Timbó( foi dispensado, e a Lusa, pegou logo). Tem coisa que não entendo.

    ResponderExcluir