Eitchá!!! E esse G-4 que nunca alcançamos


Mesmo sem conseguirmos entrar no G-4, pelo menos boa parte da crônica esportiva do país, aposta no acesso do Vitória à Série “A”. No final de semana passado acessando, via internet, emissoras de Salvador, Recife, Rio, São Paulo buscamos acompanhar outros jogos da Série “B”, e notamos que alguns comentaristas acreditam na chegada do rubro negro baiano no grupo de acesso
agora na fase final do campeonato. Mas uma coisa vem incomodando principalmente aos torcedores: o time desde o inicio do torneio nunca emplacou uma boa seqüência de triunfos para dar credibilidade mostrando essa força para sua torcida. Acreditamos que essa aposta que alguns cronistas vêm fazendo no Vitória está na história do clube e por ele ainda está bem colocado no rancking da CBF, mesmo disputando a segundona. 
Não achamos que isso seja o bastante!
Nada está perdido, até porque estamos a cinco pontos do G-4, mas algo tem que ser feito logo para que não amarguemos mais um ano na Série “B”.
O time
A semana de treinos começou lá na Toca, e como não poderia deixar de ser com um puxão de orelhas de Benazzi no grupo de jogadores. Não que nós ouvimos ou soubemos do que foi falado ali no meio do campo, mas não pode ser outra coisa. O time tem que pensar coletivamente, pois pensando assim ficará mais fácil. Estamos dizemos isso porque no jogo contra o ABC (0X0), Nino Paraíba isolou a bola numa jogada quando tinha Neto Baiano em totais condições de receber o passe e marcar o que seria o gol da vitória. Como o jogo estava sem sal, e nos deixando nervosos fomos para a internet pesquisar outros jogos.
A chegada do volante de marcação Charles Vagner [foto] é a novidade na Toca, e o cara bem não chegou já pode jogar, pois Neto Coruja continua no DM e Zé Luis foi expulso na última partida, faltando só a divulgação do nome no BID.
Uma boa semana a de trabalho e muita concentração no Sport que vem aí.

0 Comentários