Ser e não se mostrar grande é mesmo que não ser.


Todos os atletas que chegam ao Vitória vêm com a imagem do nosso rubro negro de um dos maiores clubes do nordeste brasileiro se não o maior. Com uma estrutura invejável, situação financeira controlada e um bom plantel. Um clube conhecido nos quatro cantos do mundo por possuí um excelente trabalho de formação de atletas de bom nível futebolístico. Isso é fato. Mas fica a impressão para nós torcedores que o Vitória não é tudo isso que se falam. É como se não soubéssemos do potencial que nós temos.
Ainda agimos como time pequeno.
Esta semana em um comentário feito sobre um de nossos textos, um leitor de nosso blog nos cobrava o nome do membro da diretoria que alimenta a formação de panelinhas entre os atletas, como se nós soubéssemos. Nós não sabemos parceiro. Apenas estamos convictos de que essa pessoa existe. As panelinhas
são freqüentes no Vitória e se olharmos para os plantéis dos últimos anos, vemos que é recorrente esta prática na Toca do Leão já há alguns anos. Mas os grupos de jogadores são tão diferentes!
E quem vem alimentando esta prática de time de várzea na Toca?!
 No ano passado tivemos Mancini, Carpegianni, Toninho Cecílio, Ricardo Silva (efetivado) e Lopes. Este ano já tivemos Lopes, Geninho, Ricardo (interino) e agora Benazzi.
Time grande não age assim.
Hoje, Oscar Yamato [foto] o gerente de futebol do Vitória foi demitido e isso se justifica, pois era muita gente mandando no futebol na Toca e o nesse momento exige-se soluções quase que “online”. Já entre os atletas dispensamos seis, e hoje Pablo Pereira [um dos dispensados] reclamou de não poder jogar mais em outro clube este ano. O cara teve quase dois meses se preparando e não foi bem quando entrou. Ele e os outros são vítimas da Direção de Futebol rubro negra. Vamos pagar os caras até o final do ano sem que eles joguem?!
Cadê a grandeza de nosso clube? 
É como Fábio Santos o novo atacante do Vitória disse: “é melhor que isso aconteça agora do que no final do ano”. Concordamos com Fábio e acreditamos ainda na nossa ascensão à elite.     
É!!! Teoria e prática são as duas faces de uma mesma moeda.

0 Comentários