Qual a receita?!


Quando fomos professor, sempre a equipe de docentes da escola se preparava para enfrentar as unidades escolares em uma atividade chamada jornada pedagógica. Ali nós fazíamos os projetos e argumentávamos a construção de um planejamento para todo o ano. Com o calendário em mãos planejávamos as datas comemorativas e até fazíamos que as discussões de um certo tema envolvessem todas as disciplinas, a tal interdisciplinaridade. Assim como no ensino, em todas as áreas profissionais cabem este procedimento, inclusive no esporte e/ou futebol, mas particularmente na preparação física dos atletas e nos esquemas
táticos para os enfrentamentos das partidas de futebol. Pra isso existe a pré-temporada.
É o pla-ne-ja-men-to.
Não existe receita para a situação atual do Vitória como as que fazem um bolo. Ontem nós falamos do egoísmo e da competência. Que vêm salgando os resultados e por  conseqüência a nossa participação na Série “B”. Hoje falaremos do profissionalismo.
Profissionalismo é o cumprimento do trabalho com seriedade, rigor, competência; procedimento do que é bom profissional [infopédia]
A humildade dos dirigentes rubro-negro é algo imprescindível, mas muito mais ainda o profissionalismo, a raça e a integração dos atletas e todos os profissionais no projeto de ascensão do Vitória para a série “A”. Aliás, o mesmo projeto que sustenta cada um dos funcionários e suas famílias. Pelo que nos consta o salários de todos [atletas e funcionários] estão em dia.
Os cálculos já estão sendo feitos e uma coisa é certa há tempo para nossa recuperação.
Ah sim!!! A receita para a nossa recuperação é: vergonha na cara de cada um que faz o Esporte Clube Vitória, pois só assim as coisas melhorarão para todos nós que amamos este clube.

1 Comentários

  1. essa fot ai ja não agrada a mim e a torcida do VITORIA que vai ao estadio,esse ricardo silva tem que sair do nosso clube urgente,outro é o uellinton e sua barca maldita,alguem tem que abrir os olhos do benazi,e dizer pra ele quem são esses que são uns verdadeiros tumores malignos no VITORIA.

    ResponderExcluir