No Vitória santo de casa faz milagre


Já há algum tempo que pedimos em nosso blog a utilização dos meninos vindos da base para compor o time do Vitória. Em nenhum momento defendemos as tais "panelinhas" que se formaram tentando evidenciar as participações dos “pratas da casa”. Não é nossa intenção. Aliás, somos totalmente contra a esse tipo de armação [do quanto pior estiver o time, melhor para nós voltarmos a jogar]. Isso nunca. Se Geninho não optava pelos garotos vindos da base era uma opção dele, que como técnico do clube tinha que ser respeitada, e combatida com argumentações dos torcedores e dos dirigentes, mas nunca com a formação das
covardes "panelinhas".  
Na nossa vitória contra o Salgueiro [o time adversário que está na zona de rebaixamento], fizemos um jogo tecnicamente fraco, mas uma participação que nos trouxe os três pontos, além de motivar o grupo para encarar de frente a batalha que é manter-se no G-4 da Série “B”. Este é o nosso objetivo principal. No citado jogo vimos a utilização de cinco jogadores oriundos da base, coisa que tinha sido abolida na época de Geninho no comando. Os jogadores Romário[foto], Gabriel, Uelinton, Marquinhos e Neto Baiano participaram desse importante jogo para a nossa recuperação, e Neto Coruja só não jogou por estar machucado. Esperamos que nos ajudem sempre, pois todas as vezes que obtivemos um participação acima da média em torneios nacionais, os nossos jovens atletas figuram de forma decisiva  na equipe titular rubro negra.
No Vitória santo de casa faz milagre, sim!

0 Comentários