Hoje é o segundo passo

Com o time muito mexido, mas forte, o Vitória encara o perigoso ICASA lá em Juazeiro do Norte no sertão do cariri cearense. Sem Elkeson, que foi negociado com o Botafogo do Rio, sem Nikão que devido à “dor de cotovelo” do Atlético Mineiro foi pra o outro lá, e sem Alison que perdeu o seu pai recentemente, o Vitória faz a sua segunda partida cheio de novidades. No banco o goleiro Fernando,  Jérson que veio do Guarany de Sobral, e Geninho que volta a dirigir o rubro negro, e de imediato ele muda o esquema de tático para o 3-5-2 que é uma outra novidade, e ainda coloca para jogar no meio Xuxa, e na zaga Maurício formando uma zaga com três zagueiros, além de promover a volta de Rildo no ataque que já vinha jogando bem quando entrava.

A semana      
 
                                                Foto: bahianoticias.com.br


Durante esta semana as coisas foram bastante movimentadas na Toca do Leão. Além das chegadas das novas contratações e a esperada saída de Elkeson, que já pode estrear neste sábado no Botafogo contra o Santos, aconteceu ainda uma inusitada situação. O Atlético Mineiro que demonstra agora que tinha também interesse em Elkeson, mas não deu nenhuma proposta em tempo, mas tempo pra isso teve, pois rolou em quase quinze dias as especulações de que Botafogo, Fluminense, Palmeiras e até Internacional tinham interesse no nosso atleta, e talvez por ele, o Atlético Mineiro, não ter caixa para cobrir os valores em que a transação entre Vitória e Botafogo chegou, e querendo se vingar porque o Vitória não ter liberado Nino Paraíba para eles, e nem tinha graça liberar, os caras suspenderam o contrato de Nikão com a gente e entregou ao Bahia. Que ‘mineirim’ mais esperto, uai!
Depois de tudo isso perguntamos a nosso Diretor de Futebol Beto Silveira: como é que se faz um contrato com uma cláusula tão aberta e frouxa como esse do Nikão? Pra nós torcedores rubro negro só podemos dizer uma coisa: Que azar Nikão!!!     

0 Comentários