Vitoria está sobrando no Baianão


                                                                             Foto: atardeonline
Com facilidade o Vitória derrotou o Colo-Colo em Ilhéus por 3X1, com três gols de Elkeson, que passa a ser o artilheiro rubro negro no campeonato com quatro gols. O time sempre superior jogou em ritmo de treino.
Nos últimos dois jogos do Vitória (contra Juazeiro e Colo-Colo) a Comissão Técnica rubro-negra teve o luxo de usá-los como laboratório para ter uma visão geral do plantel que tem em mãos, e até mesmo para solicitar prováveis contratações para a Série “B”, que está bem próxima. Com meio-campo ainda não muito bem definido e com a má fase de Neto Baiano lá no ataque (além da certeza que este não estará mais no clube depois do meio do ano devido ao final do seu contrato e o seu desejo de ir para o Japão), mostra a necessidade urgente de contratações para o Brasileirão. A montagem do meio-campo com Esdras, Mineiro, Nikão e Duylio  contra o Juazeiro deu opções para Lopes, foi uma grata surpresa, pois ainda temos outros meias e volantes: Uelinton, Bida, Neto Coruja, Vander, Junior Timbó, Elton, Elkeson, Nanía, Geovanni, mas há a necessidade de contratar para o fortalecimento do plantel principalmente para o ataque.
Outro assunto que se falou muito nesta semana e nós não concordamos é que o Campeonato Baiano não seja parâmetro para o Brasileirão. Não acreditamos nisso. Nenhum campeonato regional do país é parâmetro para o Brasileiro seja Série “A” ou “B”, mas servem mais do que uma pré-temporada. Então porque todos os clubes se reforçam para o Brasileirão? Se prestarmos bem atenção só alguns clubes nos campeonatos regionais conseguem ser campeões estaduais: são quatro no Rio, quatro em São Paulo, dois no Rio Grande do Sul, três no Paraná, três em Pernambuco, três no Ceará, dois em Minas, enfim, é em todo país. Não é só aqui na Bahia. É falácia achar que só o Baianão é desnivelado tecnicamente. 

0 Comentários