"Rildo à toa!"

                                      Foto: vitoria-ba.blogspot.com
Hoje,11 de fevereiro, faz trinta dias da chegada Rildo de  Andrade Felicíssimo(foto ao lado) ao Vitória, e a situação deste  humilde e sonhador jogador de  futebol já é outra dentro do clube. Depois de tanta desconfiança na sua chegada ao Barradão, o atleta (estiloso e bonitão), que fará 22 anos no dia 20 de março próximo, é mais um jovem operário do futebol como muitos neste país. Antes de ser cogitada a sua vinda para o rubro negro baiano, Rildo preparava-se para ir mostrar seu futebol, e automaticamente buscar sua independência financeira, nos clubes da Coréia do Sul. "Minha mãe ficou super feliz por eu estar num clube grande como o Vitória. Ela já disse que vai largar tudo lá para ficar comigo" disse ele ao chagar em Salvador. Isso prova que nem sempre  a saída dos jovens brasileiros para o exterior é algo desejável, mas sim necessário. 
Já na sua estréia Rildo marcou o seu primeiro gol na vitória de 3 X 1, contra o Juazeiro. E no primeiro grande jogo da sua vida (Vitória 3 X 0 Bahia) o cara tremeu, mas não deixou de apresentar o seu futebol. Pediu para sair. Torceu para que o jogo acabasse logo, mas foi decisivo com o passe para Elkeson marcar o segundo gol, além de marcar o terceiro gol do Vitória. Neste jogo aconteceu uma passagem engraçada se não fosse séria, e que mostra o motivo de seu nervosismo e inexperiência em clássicos. Numa jogada pela lateral, Titi do Bahia deu uma trombada em Rildo que foi parar nas placas publicitárias. Ele retornou ao gramado calado e cabisbaixo. Logo levou um "puxão de orelha" de Viáfara e Alisson (foto abaixo) que reclamaram dele para que em jogadas como estas ele tem que gesticular, reclamar, pedir cartão, enfim. Só não pode ficar calado como ele ficou. "Pensei que Viáfara iria perguntar se eu estava bem, mas levei foi bronca", lembrou, rindo da cena. É para você aprender Rildo, que um clássico é uma guerra. E o BAVI então!!!

                                                Foto A Tarde
Rildo é centrado naquilo que quer. Quer manter sua mãe dona Eliana e sua irmã Mariana. Quer ganhar a vida jogando futebol o que sabe fazer bem e pode melhorar e muito, pois ainda é jovem. 
E o mais importante disso tudo é que este charmoso menino entrou bem no time de Lopes e esperamos que ele traga a sua família para o seu lado, e continue dando muitas alegrias à torcida do Vitória.  
No domingo a galera saiu do Barradão "Rildo à toa!".  
É isso aí garoto.
       

0 Comentários