CBF - Confusões e Bagunças Futebolísticas

                                                            Foto: dnota.com.br
Uma polêmica envolvendo as imagens do futebol vem ocorrendo numa disputa acirradíssima pelos direitos para transmitir o Campeonato Brasileiro - Série “A”. A Globo, imperatriz das transmissões de jogos de futebol, sente-se incomodada com o crescimento da Rede TV, e principalmente da Rede Record, e não querendo correr o risco de perder este filé midiático, ela (a Globo) vem  “adiantando” muito dinheiro aos clubes numa tentativa de colocá-los nas suas mãos, e continuar mandando nas tardes de domingo de futebol pela tevê.
Se a gente prestar bem atenção, vemos que a Globo não fala nada, ou quase nada sobre o assunto, pois ela é a própria notícia.
Será se ela daria essa notícia?
- A Rede Globo está comprando grandes clubes do futebol brasileiro para não perder para a Rede Record o direito de transmissão do Campeonato Brasileiro - Série “A” todos os domingos.
Lógico que não! Ela não daria essa chamada no Jornal Nacional!
Mas é o que está acontecendo.
Nos últimos dias vimos os desligamentos do Corinthians Paulista, Coritiba e dos quatro grandes cariocas (Flamengo, Fluminense, Vasco e Botafogo) do tal Clube dos Treze. As desculpas dos clubes para os tais desligamentos são fracas e mentirosas, pois a verdade é para reforçar os caixas dos endividados clubes; a Globo continuar imperando nas transmissões futebolísticas e Ricardo Teixeira continuar mandando na “quase sua” CBF. Esses são os únicos objetivos de toda essa armação.
Nós ainda queríamos entender a razão deste enraizamento de Ricardo Teixeira na entidade maior do futebol!
Sabemos da importância da mídia e do marketing para qualquer esporte, mas os valores de peso esportivo são sub-julgados na hora das transmissões atuais, ficando apenas ao bel prazer da emissora detentora dos direitos de imagens, criando assim um obstáculo entre o torcedor e a vontade destes de assistir um bom jogo de futebol. Absurdos são feitos na grade de transmissão de futebol da TV aberta tendo apenas a audiência como parâmetro, e aí muitas vezes a qualidade dos espetáculos caem. 
Mas a emissora é quem paga! Estamos falando de mais de meio bilhão de reais.
No meio dessa “muvuca” toda está o nosso Esporte Clube Vitória.
Esperamos de nosso presidente Alexi, muita sensatez diante dessa balbúrdia que se tornou os direitos televisivos do Campeonato Brasileiro. Nós vitorianos, que estamos na Série “B”, devemos ser cautelosos diante de tal quadro para que possamos com as nossas próprias “pernas” e honradez retornar a Série “A”, pois sabemos que a famigerada virada de mesa passa ser uma opção de barganha do imoral presidente da CBF.
Não acredita que isso seja possível?!
E a Taça das bolinhas?! Agora é de quem?! 
Flamengo (não é mais do São Paulo), que também é campeão de 1987 junto com o Sport.
Entendeu a imoralidade?!          

0 Comentários