Abrindo aspas!!!


                                              Foto: mundodofutebol.com.br
Quando nós resolvemos pela construção do nosso blog tínhamos e temos bem definido que o nosso tema central será sempre o Vitória. Seus jogos, contratações, erros e acertos, nossos ídolos e história. A nossa intenção é participar ativamente do dia a dia do clube com a nossa humilde opinião.
Mas nós não poderíamos deixar de falar da aposentadoria do Ronaldo.
Para nós brasileiros ele não era o 9 do Cruzeiro, nem do PSV, nem do Barcelona, nem da Inter de Milão, nem do Real Madri, nem do Milan, e nem do Corinthians. Para nós ele é o 9 do Brasil. É àquele que torcemos para Carlos Alberto Parreira escalá-lo na Copa de 94 com apenas 17 anos. O nosso Ronaldo sofreu com a perca da Copa de 1998. O nosso Ronaldo é àquele com o qual sofremos com suas contusões e confiamos na sua recuperação e por isso pedimos a Felipão a sua convocação para Copa 2006, de onde saiu artilheiro marcando os dois gols da final(foto acima). O nosso Ronaldo é o maior artilheiro das Copas com 15 gols.    
O nosso Ronaldo é homem de muita humildade e talento mostrando na sua despedida que faz jus ao sobrenome que adquiriu com sua genialidade, "o fenômeno". Craque diferenciado quando ainda estava dando a coletiva para anunciar sua despedida do futebol passa a ser de forma “on line” manchete em todos os jornais, esportivos ou não, do mundo. Manchetes como: Um mito sai de cena; Se vai um fenômeno; Adeus do ídolo Ronaldo; Quero continuar, mas não consigo, entre outras figuravam nas primeiras páginas de jornais de todos os continentes.
O que na verdade o fez parar não foram alguns idiotas corintianos que quebraram o ônibus do clube e picharam o muros da cidade após a derrota na Libertadores. Nem foi o ex-presidente e torcedor do Corinthians Lula da Silva que disse: “Acho Ronaldo excepcional, mas acho que ele já devia ter parado há muito tempo”.
                  Foto variedadenoticias.blogspot.com
Quem parou Ronaldo foi o próprio Ronaldo! Ele disse: “Penso numa jogada, mas não consigo executá-la. O meu tempo acabou”.  Consciente disso ele encerrou a sua carreira.
Ah!!! Dos quase quinhentos gols que Ronaldo marcou na sua carreira chamamos a atenção para um marcado ainda no Cruzeiro quando tinha dezessete anos. Ronaldo aproveitou um vacilo do goleiro Rodolfo Rodrigues, que jogava em um certo time, e roubou a bola  fazendo o gol. Já  mostrava ali  ter o faro de goleador.                               OBRIGADO Ronaldo por tudo.